A arte que faz Ponte

Você sabia que as atividades relacionadas às Artes estimulam mecanismos de recompensa cerebral e autoestima? Por isso, o Projeto Ponte oferece atividades de artes na sua laborterapia como parte do processo de recuperação de dependentes químicos. A Arte que faz ponte unindo o ser à sua essência.

Oficina de Arte

O homem na ânsia de se expressar e traduzir seus sentimentos buscou as palavras, a música, o corpo, as tintas, os objetos, a matéria e ao uni-los transformou em Arte. Que liberta e permite Ser, que visita nosso subconsciente e traz a tona nosso interior.

A partir deste ponto de vista a Arte passa de mero hobby e entra na esfera da terapia. Por isso, o Projeto Ponte lança mão desta atividade na sua laborterapia, compreendendo sua importância no processo de recuperação de dependentes químicos: “O uso da Arteterapia com os pacientes adictos trabalha no sentido de reestruturação e reorganização mental do indivíduo, sendo seu foco direcionado mais para os processos individuais, para as emoções, questões e dificuldades de cada pessoa, cuja ênfase está na subjetividade.” (Valladares et al., 2008). Atividades relacionadas às Artes estimulam mecanismos de recompensa cerebral e autoestima.

Exposição dos trabalhos

As aulas de Artes são cuidadosamente planejadas e ministradas pela professora Ester Nehring. Quinzenalmente são desenvolvidas técnicas diferentes, em meio às classes um misto de concentração, bate-papo, aconselhamento, terapia de grupo vai se desenrolando.

Veja um pouco do que já foi feito durante as oficinas de Arte do Projeto Ponte:

Ao final da aula o resultado é muito mais que Arte, é o resgate da própria essência em construção.

Conheça e apoie o Projeto Ponte, toda a ajuda é bem vinda! Entre em contato pelo telefone: (41) 3383-9836

Curtir e Compartilhar

Deixe seu comentário