Sobre

O INÍCIO

Movido pela vontade de trazer um futuro diferente para pessoas ignoradas pela sociedade, o pastor voluntário Herbin Benavides tem um compromisso inadiável nas manhãs de domingo: dedicar tempo, amor e muita solidariedade aos seus “meninos”, como ele carinhosamente chama um grupo de cerca de 120 moradores de rua que se encontram no Passeio Público.

Segundo o pastor, nessas reuniões semanais, cerca de 90% dos participantes são moradores de rua que têm família na Capital e outros vêm de outras cidades. Cerca de 80% deles são usuários de drogas ou alcooli­­stas. Nas palavras do Pastor Herbin: “O propósito do trabalho é mostrar o amor de Deus, que Jesus se importa com eles e pode operar milagres na vida de cada um desses ‘meninos’. Quero fazê-los se sentirem importantes e verem que podem voltar a ser parte da sociedade. Eles não merecem ser tratados como alguém que não tem valor, ao contrário, são pessoas que merecem respeito, atenção, amor e carinho […] Deus tocou meu coração (em 2009) e fui vendo a necessidade de me aproximar daquelas pessoas que eu via sujas, catando comida do lixo e vivendo sem perspectiva naquele local. No começo, eram quatro ou cinco meninos, mas fui me aproximando, mostrando que tinha boas intenções e logo o grupo foi se formando. Nessa época, eu nem falava português, então só conseguia me comunicar no idioma do amor e do abraço, mas isso não impediu que nos comunicássemos perfeitamente.”

Hoje, as reuniões contam com meia hora de culto, momentos de testemunho e um lanche, formado por leite com achocolatado, café, suco e dois sanduíches para cada um dos participantes, a maioria moradores em situação de rua. Em média, são 150 participantes por fim de semana, além de 30 a 40 pessoas voluntárias que ajudam no Ministério.

Fonte: http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/culto-lanche-e-prosa-dao-novo-futuro-a-moradores-de-rua-48siuu4ufz426z7l7arftkcuu

UMA NOVA ETAPA

A parceria com o Instituto Pé na Vila (IPV) significou uma nova etapa e novos desafios para o projeto. O  IPV, é uma organização social civil de interesse público – OSCIP, sem fins econômicos, de interesse comunitário, de caráter social e educacional. Com mais de 12 anos de atuação sócio educacional em Curitiba e Região, atualmente adota o projeto social PONTE cuja missão foca-se no resgate, tratamento e reinserção social de moradores de rua e dependentes químicos, assim como no desenvolvimento e criação de iniciativas e ações voltadas à prevenção de drogas, por meio de projetos sociais, de comunicação, cultura e educação.

Uma das iniciativas desenvolvidas e já em funcionamento é a CASA DE APOIO PONTE (do projeto social PONTE), atualmente localizada no bairro de Guatupê, no município de São José dos Pinhais/PR,  e que dá abrigo a mais de 15 pessoas (todos homens). Esta casa serve como a verdadeira “ponte” para a reintegração das pessoas no seu núcleo familiar, assim como plataforma de reinserção no ambiente de trabalho em um espaço/ambiente apto para o aprendizado de valores e princípios que promovam atitudes de bem-estar, saúde, ética e compromisso cidadão.

 

DIREÇÃO:

Pastor Herbin Benavides – Fundador e Diretor

Aliete Staben Benavides – Coordenadora Geral

 

EQUIPE VOLUNTÁRIA:

Isaac Benavides – Coordenador Educação Cristã e Comunicação

Yara María Weigert – Assistente Social

Aparecido Gilberto Ferreira – Psicólogo

Lúcia Rachel Egg – Psicóloga

Quer saber mais? Entre em contato conosco.